Onça-Pintada, Conheça tudo sobre esse felino!

Thumb Onça-Pintada, Conheça tudo sobre esse felino!

Onça-Pintada

A Onça-Pintada, também chamada de Jaguar, é o maior felino das Américas e o terceiro maior do mundo, depois dos tigres e dos leões.

Trata-se de um animal predador (que está no topo da cadeia alimentar), carnívoro e vertebrado (possui vértebras). Pertence à ordem carnívora e à família felidae. Seu nome científico é Panthera onca.

Ela possui uma função ecológica muito importante visto ser um predador que auxilia no equilíbrio das populações de outros animais (presas).

É um animal robusto, com grande força muscular, sendo a potência de sua mordida considerada a maior dentre os felinos de todo o mundo.

Suas presas naturais são animais silvestres como catetos, capivaras, jacarés, queixadas, veados e tatus. Outra característica marcante dessa espécie é que ela não mia como a maioria dos felinos.

Assim como o Leão, o Tigre e o Leopardo, ela emite uma série de roncos muito fortes que são chamados de esturro.

Infelizmente, a onça-pintada é um dos animais que está na lista dos mais ameaçados de extinção.

onça-pintada

Habitat da Onça-Pintada. Onde Vivem?

As onças-pintadas são encontradas no continente americano. Nos Estados Unidos, elas vivem no Texas, nas montanhas do Cerro Colorado no Arizona, na parte sul da Califórnia e Novo México, e são encontradas em florestas tropicais da América Central e do Sul.

As onças-pintadas pretas vivem na América do Sul. Elas também são encontradas na África e na Ásia.

A maior concentração de sua espécie esta localizada na América latina, tornando-se possível encontrar muitas no Pantanal. Mas ainda assim há quem acabe por se confundir entre as espécies e não sabem identificar uma onça-pintada, de uma onça normal, ou até mesmo um jaguar.

É um animal que prefere habitats úmidos, como savanas pantanosas ou florestas tropicais. Seu habitat são as florestas tropicais e subtropicais.

As onças-pintadas também vivem em florestas e pastagens, perto de rios e lagos, em pequenas cavernas, regiões pantanosa, áreas arbustivas.

Elas escolhem locais com terra macia para fazerem suas tocas, usam materiais como folhas, pedaços de árvores podres e outros materiais. As onças pintadas preferem viver sozinhas, e não gostam que outros animais cheguem perto da toca, pois é uma área territorial para elas.

Em seus habitats naturais elas vivem cerca de 15 anos. Se criadas em cativeiro, a expectativa de vida pode aumentar aproximadamente 10 anos.

onça-pintada

Hábitos da Onça-Pintada

As onças-pintadas, como todos os felinos, são animais noturnos. Ou seja, elas caçam durante à noite.

Portanto, dormem durante o dia perto dos rios ou nas árvores. Vale citar que são ótimas nadadoras e durante muito tempo ficam na água.

É muito comum elas se lamberem para limparem seus pelos. Curioso notar que uns lambem os outros.

Quando maiores, as onças-pintadas são animais solitários, o que as difere dos leões.

São animais territorialistas, demarcando seu território com urina, excrementos e marcas de garras, sobretudo, nas árvores.

Estrutura Corporal da Onça-Pintada

As onças-pintadas possuem dentes fortes e afiados para triturarem seus alimentos crus, além de mandíbulas alongadas e muito fortes.

Sua mordida é considerada uma das mais fortes do reino animal. Atacam geralmente a cabeça e o pescoço do animal que pode morrer na hora por lesões cerebrais ou sufocamento, visto a força e a eficácia de sua dentada.

É um animal quadrúpede sendo que sua estrutura corporal é adaptada para dar grandes saltos, facilitando a caça de suas presas.

Geralmente, os machos são maiores que as fêmeas. Outro fator decisivo para caçar é a velocidade desses animais. Elas se escondem e se aproximam silenciosamente para atacar as presas.

Elas possuem 4 espécies de “dedos” nas patas traseiras e cinco nas patas dianteiras. Suas garras são grandes, afiadas e retráteis, o que lhes permitem agarrar suas presas com maior precisão.

As onças-pintadas, como a maioria dos animais carnívoros, possuem audição e olfato bem desenvolvidos.

Elas possuem excelente visão noturna, o que lhes permite caçar e se proteger de outros animais durante a noite.

Seu estômago é de formato arredondado e possui grande quantidade de ácido clorídrico para realizar a digestão da carne. Sua língua é áspera, o que facilita comer até a carne presa nos ossos.

Quanto à sua aparência, elas apresentam diversas pintas (chamadas de rosetas) no rosto e no corpo todo.

onça-pintada

Alimentação da Onça-Pintada

A onça-pintada é um animal carnívoro e, portanto, se alimenta predominantemente da carne de outros animais menores ou menos ágeis que ela.

Por exemplo, veados, capivaras, macacos, antas, tatus, tamanduás, jacarés, cobras, peixes, porco-selvagem e diversas aves.

Normalmente, elas caçam animais de pequeno e médio-porte. São consideradas oportunistas visto que caçam qualquer presa que esteja disponível.

A onça-pintada se alimenta de uma grande variedade de animais terrestres e aquáticos.

Ela come mais de 80 tipos diferentes de animais, incluindo o gado, e esta é uma das razões pelas quais os humanos matam as onças, para proteger seu rebanho.

Elas também atacam ovelhas, roedores, veados, aves, peixes, tatus, tartarugas e crocodilos. Em mata fechada ou arbustos, as onças pintadas perseguem ou emboscam presas, como capivaras, veados e antas.

Nas florestas, elas se escondem nas árvores para saltar sobre aves, macacos, tartarugas.

Elas comem quase qualquer tipo de animal, incluindo cervos, sua comida favorita, peixes, porcos selvagens, iguanas, tartarugas, capivaras e outros tipos de roedores. As onças pintadas raramente atacam seres humanos.

Curioso notar que algumas espécies de onças-pintadas são onívoras, ou seja, comem, além de carne, frutos, raízes, sementes, insetos, etc.

onça-pintada

Reprodução da Onça-Pintada

As onças-pintadas que vivem em áreas tropicais podem acasalar em qualquer época do ano. Em outras áreas, eles costumam acasalar no final do ano. Machos e fêmeas vivem juntos apenas durante a época do acasalamento e da gravidez.

Depois de um período de gestação de 95 a 110 dias, a fêmea dá à luz de 1 a 4 filhotes, o mais comum é que sejam dois. Os filhotes nascem pesando entre 700 e 900 gramas. Após este período de gestação, os filhotes acabam por acompanhar a mãe por um ano, onde abrem os olhos, aprendem a caçar, e a viver também de forma solitária na mata.

A onça-pintada macho vive com a fêmea enquanto os filhotes crescem.

O macho ensina os filhotes a se defender e encontrar o seu próprio alimento e abrigo.

A onça-pintada fêmea irá alimentá-los com o seu leite para que cresçam fortes e tenham energia.

O filhote também vai caçar com a mãe durante os dois primeiros anos de vida.

A onça-pintada é um mamífero. Ou seja, seu corpo é coberto de pelos e possuem respiração pulmonar. As fêmeas atingem a maturidade sexual por volta de 2 anos de idade. Já os machos, com aproximadamente 3 anos.

Os machos encontram as fêmeas pelo odor e pelas vocalizações que realizam durante a época de acasalamento. Note que as onças-pintadas são sexualmente ativas o ano todo.

A gestação das fêmeas dura cerca de 3 meses. A cada ninhada ela tem de 1 a 4 filhotes, e normalmente somente um deles chega a fase adulta.

Interessante notar que os filhotes das onças-pintadas nascem cegos e, portanto, em seus primeiros meses de vida são totalmente dependentes da mãe. Somente com duas semanas de vida que eles começam a enxergar.

Quando tem seus filhotes, a fêmea os alimenta com o leite produzido em suas mamas. São amamentados cerca de 3 meses.

Desde cedo as onças-pintadas aprendem a caçar com a mãe e quando atingem a idade adulta vão viver sozinhas marcando seu território.

onça-pintada

Curiosidades da Onça-Pintada

Etimologia: a palavra “Yaguar” (Jaguar) é um termo nativo da América do Norte e significa “matador”.

Peso: uma onça-pintada pode pesar entre 55 kg e 135 kg. Esse fator vai depender do habitat do animal.

No Brasil, as onças-pintadas do Pantanal são maiores e mais pesadas que as da Amazônia, por exemplo.

Altura: a onça-pintada apresenta uma altura variável entre 68 cm e 76 cm, fora a cauda. Essa pode medir entre 45 cm a 65 cm.

Comprimento: Os machos das onças-pintadas são maiores que as fêmeas. Eles possuem um comprimento entre de 1,4 a 1,8 metros, enquanto as fêmeas é de 1,2 a 1,7 metros.

onça-pintada

Onça-Pintada Negra

Também chamada de onça-preta ou jaguar-preto, é uma espécie muito rara que também apresenta marcas pelo corpo todo.

No entanto, por serem mais escuras não são tão nítidas. Esse tipo de onça-pintada demostra uma variação de melanina causada por genes dominantes e, por isso, são chamadas de onças melânicas.

Sendo assim, elas possuem uma quantidade maior de melanina no corpo em relação as onças-pintadas.

Quanto ao tamanho, elas podem apresentar até 3 metros (incluindo a cauda). Os machos são maiores que as fêmeas e podem pesar até 150 kg.

Dentre todas, na Mata Atlântica e na Caatinga a espécie está ameaçada de extinção. Pesquisas apontam que o Pantanal possui cerca de 20 mil onças-pintadas, local de maior densidade desse animal no mundo.

Segundo o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), no Brasil essa espécie é considerada “vulnerável”.

E, de acordo com a IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza), ela pertence à categoria “quase ameaçada” de extinção.

Sua pele é usada para produção de adornos e de objetos: tapetes, sapatos, bolsas, casacos, etc.

Assim, a caça ilegal, o aumento do desmatamento e das queimadas de diversas regiões tem diminuído consideravelmente seu habitat natural.

Além de ser caçada para utilizarem sua pele (que possui grande valor no mercado mundial), os criadores de gado têm matado muito as onças-pintadas, uma vez que elas são grandes ameaças para os rebanhos.

Note que matar esses animais é considerado um crime ambiental na maior parte dos países em que ela habita.

Outro fator a se considerar é o aumento do contrabando de espécies e a poluição do solo e dos rios.

Além dela, outros animais em extinção no Brasil são: mico-leão-dourado, a arara azul, a ariranha, o tamanduá-bandeira, o lobo-guará, dentre outros.

onça-pintada

A Onça Pintada e a Ameaça de Extinção

Os seres humanos são a principal ameaça para a onça pintada. O animal raramente, ou nunca, ataca os seres humanos, a menos que se sinta ameaçado. A caça é motivada pela prática como esporte, por causa da pele, para proteger outros animais ou um local específico, como um pasto de gado, por exemplo.

Durante os anos sessenta e setenta, cerca de 18.000 onças eram mortas a cada ano por causa de sua bela pelagem. Hoje em dia a caça para retirada da pele do animal ainda existe, mas em número reduzido. Muitas campanhas de conscientização são feitas para que as pessoas parem de consumir este tipo de produto para que parem de caçar as onças pintadas.

O número de onças-pintadas tem diminuído ao longo dos últimos 100 anos, principalmente porque os seres humanos têm derrubado e feito queimadas em muitos de seus habitats. Novas cidades estão sendo construídas, e as florestas e pastagens estão sendo destruídas. Tudo isso prejudica a vida das onças pintadas, sem contar na poluição, que também é altamente prejudicial ao animal.

Na caça, a onça-pintada geralmente é perseguida por cães até que ela corra para cima de uma árvore ou consiga ser encurralada, Em seguida, ela é baleada. Os índios Bororos do Mato Grosso caçam o animal com lanças.

As pessoas precisam se conscientizar de que a onça pintada precisa ser preservada. Por mais bonita que seja a sua pelagem, opte sempre por peças fabricadas com pelo sintético. A tecnologia atual permite que as peles fake sejam idênticas a verdadeira, mas com uma diferença, sem a crueldade com um animal tão importante para o equilíbrio ecológico.

Envie seu comentário:

Você também pode gostar:



Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE