God of War – Relação Real Entre Pai e Filho

Thumb God of War – Relação Real Entre Pai e Filho

Como o novo jogo ‘God of War’ foi inspirado em desafios de pais na vida real

Se você é um fã de longa data da série God of War, provavelmente ficará impressionado com o novo jogo. Ele consegue ser muito mais do que apenas um festival de sangue cheio de monstros de outros mundos. E faz tudo isso mantendo os aspectos de jogabilidade que fez você se apaixonar por God of War.

Existem muitas características que tornam o novo jogo God of War diferente de qualquer outro. Mas o mais óbvio deles é a introdução do filho de Kratos, Atreus. Ele acompanha o pai em uma perigosa e traiçoeira peregrinação ao topo de uma montanha. Essa montanha é onde eles planejam espalhar as cinzas de sua falecida mãe.

God of War

God of War

A dinâmica de pai e filho entre Kratos e Atreus é central tanto para a trama, quanto para a jogabilidade do novo God of War. Ela é parcialmente inspirada pelas experiências reais de criação dos filhos do diretor criativo Cory Barlog.

Aprendendo a ser Pai

No novo God of War, lançado em 20 de abril para o PlayStation 4, Kratos está aprendendo o que significa ser pai. É um processo gradual que ocorre ao longo da história. Kratos é distante, reservado e pavio curto no começo, mas ele lentamente se abre para Atreus. Saber por onde começar com o personagem de Kratos foi particularmente difícil, uma vez que iria definir o ritmo para o resto do jogo.

Tendo um filho jovem, Barlog diz que pode se dizer que Kratos é baseado em parte nele mesmo. Mas ele também reuniu algumas idéias importantes sobre como construir o caráter de Kratos, observando o jeito com o qual sua esposa gerencia muitas situações.

Uma história em particular, que forneceu um avanço para o desenvolvimento do tom certo para Kratos, que foi considerado muito mau nos primeiros rascunhos do jogo. “Meu filho fica muito obcecado com a ordem das coisas”, diz Barlog. Por exemplo, meu filho de 5 anos ficaria chateado se eu ou sua mãe fizessem algo tão simples, como colocar uma calça quando ele não estivesse no quarto, porque ele sentia que tinha que estar lá para fazer primeiro. “Tivemos um momento em que minha esposa estava um pouco frustrada”, diz ele. “Ela meio que gritou um pouco e depois parou, respirou e disse: “Olha, você tem que entender que esta é a ordem das coisas”, diz ele.

Essa interação aparentemente sem importância, deu à personalidade de Kratos um componente crucial que estava faltando. “Parar e pausar para respirar, esse tipo de coisa mostra que a pessoa que explode e fica com raiva está fazendo algum tipo de esforço e está consciente disso”, diz ele. “Isso é Kratos. Ele não é muito bom ainda, mas está fazendo um esforço.”

God of War

God of War

Atreus

Embora Kratos seja a figura paterna, ao longo do jogo, ele freqüentemente confia em Atreus para obter ajuda. Atreus, por exemplo, decifra marcações importantes que Kratos não consegue ler, muitas vezes necessárias para avançar para o próximo passo do jogo.

Há uma lacuna de linguagem na própria família de Barlog também. Ele conta sobre como ele e sua esposa, que é sueca, liam para seu filho antes de colocá-lo para dormir. Barlog leia uma linha da história em inglês, enquanto sua esposa lia a próxima frase em sueco. Quando foi a vez do Pai ler, a criança costumava dizer “Papa” e apontar para a próxima linha. Barlog se lembra de uma noite em que seu filho se virou para ele enquanto sua esposa ainda estava lendo em sueco e continuou a apontar. “Era como ‘Ei cara, você realmente precisa aprender isso’”, diz ele. “Eu achei fofo que ele estivesse muito ciente de que seu papai é péssimo com o idioma sueco”.

Há uma cena durante uma parte inicial de God of War em que Kratos e Atreus encontram uma bruxa. Usando a honestidade tipica das crianças, Atreus diz algo sobre o jeito do pai: “Meu pai não gosta de pessoas também”, quando a bruxa menciona ser reclusa. “Essa linha é puxada diretamente da minha esposa”, “Toda vez que encontramos novas pessoas, ela gosta de dizer a elas imediatamente que eu não gosto de pessoas,” diz o Diretor Criativo.

God of War

God of War

Inspiração

Durante o processo de desenvolvimento, muito da inspiração veio das histórias e experiências de seus colegas, além de suas próprias. Nem todos esses insights acabaram no jogo final. Uma história compartilhada por um dos produtores do jogo sobre fazer seus filhos completarem suas tarefas, era particularmente interessante. Essa história ajudou a desenvolver os maneirismos e comportamentos de Atreus. Quando o produtor pedia repetidamente aos filhos que completassem uma tarefa de rotina, como limpar o quarto ou levar o prato para a pia, eles às vezes reclamavam e ficavam contrariados antes de fazer calmamente as instruções. “As reclamações eram apenas por frustração”, diz Barlog. “E eu estava tipo, ‘Oh, isso é interessante'”

O diretor criativo deu a Atreus um momento como este no início do jogo. Quando ele não segue as instruções de Kratos corretamente enquanto aprende a caçar. Em uma versão anterior do jogo, Atreus gritaria com seu pai no final da cena em que Kratos diz a linha: “Só atire quando eu disser para você atirar”. “Nós ficamos lá por um tempo”, diz Barlog. “Acabou sendo uma daquelas coisas que mais e mais pessoas [disseram] estão quebrando o fluxo de tudo, então é melhor removê-la.”

God of War

God of War

Em última análise, a relação entre Atreus e Kratos é importante para mais do que apenas contar histórias. Também é essencial para a mensagem subjacente de God of War. “Sentir emoção não é inerentemente um sinal de fraqueza”, diz Balrog. “Se alguém aprender qualquer coisa com este jogo, esse é o objetivo.”

O novo God of War é um ponto de partida de seus predecessores, que dá ao jogador mais sem fazer concessões. É desafiador, bonito, brutal, recompensador e até engraçado de vez em quando. Se você é fã da série ou não, vale a pena.

Fonte: time

Envie seu comentário:

Você também pode gostar:



Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE